Lucro do BNDES cai 35% no primeiro semestre de 2015

18/08/2015 08:17

Banco registrou lucro líquido de R$ 3,515 bilhões no período. Operações de crédito subiram 54,9% na comparação anual.

 

O principal fator de contribuição para o lucro foi o aumento do resultado de intermediação financeira — as operações de crédito do banco — que alcançou a cifra de R$ 9,290 bilhões nos seis primeiros meses do ano, valor 54,9% superior ao registrado em igual período de 2014.

Segundo o banco, o resultado está associado à manutenção do mais baixo índice de inadimplência do Sistema Financeiro Nacional (0,05%). Em relação ao primeiro semestre de 2014, quando o lucro foi de R$ 5,471 bilhões, houve redução de 35,8%.

A rentabilidade sobre o patrimônio foi de 8,44% no semestre, e o índice de Basileia atingiu 17,0%, diante dos 11,0% exigidos pelo Banco Central e superior aos 15,9% de dezembro de 2014. O índice reflete a capacidade de financiamento do Banco: para cada R$ 100,00 de crédito, o BNDES possui 17% de patrimônio.

Segundo o BNDES, a redução na comparação semestral é consequência da queda no resultado com participações societárias, de R$ 3,598 bilhões. A queda foi motivada por fatores alheios à gestão do BNDES. A principal causa foi a ausência de distribuição de dividendos pela Petrobras no primeiro semestre deste ano, disse o banco.

Nos primeiros seis meses de 2014, o BNDES havia obtido receita de dividendos e juros sobre capital próprio da Petrobras de R$ 1,842 bilhão, que não se repetiu em 2015.

Outro fator que gerou impacto negativo foi a constituição de provisão para perdas (impairment) no valor de R$ 1,155 bilhão contra uma despesa de R$ 336 milhões no mesmo semestre de 2014.


Posição financeira
O patrimônio líquido do Sistema BNDES totalizou R$ 38,0 bilhões em junho de 2015, acima dos R$ 30,7 bilhões de dezembro de 2014. Segundo o banco, o aumento do patrimônio líquido foi influenciado pela recuperação do valor de mercado de participações societárias em empresas não coligadas (R$ 3,180 bilhões, líquido de tributos) e pelo resultado do semestre.

O patrimônio de referência (base regulatória que determina a capacidade de financiamento) atingiu a cifra de R$ 110,9 bilhões em 30/6/15, superior aos R$ 97,9 bilhões em 31/12/15.

Os ativos totais do Sistema BNDES somaram R$ 911,4 bilhões em 30 de junho de 2015, subindo R$ 34,2 bilhões (3,9%) em relação a 31 de dezembro de 2014. O saldo da carteira de crédito e repasse, líquido de provisão para risco de crédito, atingiu R$ 667,6 bilhões no encerramento do primeiro semestre de 2015, dos quais 80,9% correspondiam a créditos de longo prazo.

Globo G1